O transporte de carga refrigerada é uma atividade promissora no Brasil e, exige uma série de cuidados, já que os produtos são perecíveis e precisam seguir uma série de normas para garantir a qualidade do consumo.

Isso requer um planejamento logístico eficiente, além de conhecimento sobre a legislação vigente, a fim de evitar multas e outros transtornos que podem colocar a operação de transporte em risco.

Para te ajudar a entender o que é transporte de carga refrigerada, e para que você fique atento ao que diz a legislação, preparamos esse conteúdo. Acompanhe!

O que é o transporte de carga refrigerada

O transporte de carga refrigerada é uma atividade responsável pelo deslocamento de mercadorias frágeis, que necessitam de uma temperatura controlada durante todo o percurso.

Nesse sentido, cada produto tem as suas especificações em relação à temperatura, que devem ser seguidas para manter as condições de consumo ideais desses alimentos. Entre os tipos de cargas refrigeradas, estão:

  • laticínios;
  • carnes;
  • legumes;
  • frutas;
  • verduras;
  • ovos
  • alimentos congelados;
  • medicamentos;
  • todos os alimentos que, necessitem estar obrigatoriamente em sistema de refrigeração com temperaturas estabelecidas por leis específicas.

Como é feito o transporte de carga refrigerada?

O transporte de carga refrigerada é feito por caminhões que possuem uma câmera fria, equipamento responsável por manter a temperatura ideal da carga durante o deslocamento da fábrica ou distribuidora, até o ponto de venda.

Para cada tipo de carga, é usado um veículo específico. Sendo que, esses veículos devem corresponder às normas estabelecidas para o transporte de carga refrigerada.

O veículo ainda deve conseguir comportar a capacidade da carga, mantendo as condições de temperatura ideais para cada uma delas.

Quais as principais exigências no transporte de carga refrigerada?

Controlam o transporte para cargas refrigeradas no Brasil, a Norma NBR 14701, que está em vigor desde 2002, no país.

Ela determina que o caminhão de transporte comece o resfriamento, aproximadamente, 15 minutos antes do deslocamento, respeitando a temperatura indicada para o tipo de mercadoria transportada.

Acompanhe, a seguir, as exigências referente ao transporte de carga refrigerada quanto à temperatura:

  • aquecidos: acima de 65° C;
  • congelados: entre -12° C e -18° C;
  • refrigerados: entre 4° C e 10° C.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) é a responsável por fiscalizar o transporte de carga refrigerada no país. Assim, para evitar problemas com o Fisco e com a Vigilância Sanitária, é importante manter toda a documentação da carga em dia, e estar atento às condições do veículo.

Além disso, ainda é preciso estar atento às regras estaduais, que podem variar, conforme a região do país.

Em relação ao transporte de alimentos, a fiscalização costuma ser rigorosa, sendo uma das principais exigências, as condições de higiene, monitoramento adequado de refrigeração e tempo de deslocamento da carga.

É válido se antecipar às condições de manuseio dos produtos transportados. Precisam de embalagens resistentes e impermeáveis, vedadas, e com o registro de indicador de temperatura da viagem completa.

Do mesmo modo, é importante observar a contaminação nesses produtos, a indicação para a transportadora é carregar apenas um tipo de carga por vez. Para não haver risco de contaminação desses itens, pois, cada um requer uma temperatura específica.

É por essa razão que, a transportadora deve ser credenciada com um Certificado de Vistoria, atualizado conforme a avaliação da autoridade de fiscalização sanitária responsável.

Principais desafios no transporte de mercadorias mistas

Um dos principais desafios no transporte de mercadorias mistas está no acondicionamento. Isso porque, as condições de refrigeração da carga devem ser respeitadas, limitando o transporte de mais de um tipo de mercadoria no mesmo caminhão.

Ademais, assim como acontece com outros tipos de carga, um dos grandes desafios do transporte de carga mista são as condições das estradas que, devido à estrutura precária, podem elevar o tempo da viagem.

A grande extensão territorial do Brasil aumenta os riscos de quebra e perda da mercadoria e, por esse motivo, é indicado que o transporte da carga refrigerada seja feita separadamente, priorizando trajetos mais curtos ou contando com parceiros qualificados para otimizar o tempo do transporte.

Como ocorre a devolução de mercadorias refrigeradas

Segundo os dados da Organização das Nações Unidas para Alimentação e a Agricultura (FAO, em inglês) revelam que, no mundo, são desperdiçados todos os anos, cerca de 1,3 bilhão de toneladas de comida, sendo que 54% desse valor é perdido nos processos logísticos.

Nesse cenário, como o consumo de alimentos e medicamentos pode não ser indicado, contar com um eficiente planejamento logístico para evitar perdas é essencial, ressaltando a importância do controle de temperatura, higienização e controle da validade do produto.

No entanto, o seguro da carga obrigatória pode ser um modo eficiente de evitar prejuízos, considerando que a devolução desses produtos não é viável, sendo o descarte o mais recomendado.

Panorama de acidentes e roubos no segmento de fármaco

Como a tecnologia pode ajudar a seguir as normas e manter a eficiência e segurança da operação

Quando o assunto é transporte de carga refrigerada, contar com recursos tecnológicos é imprescindível. Visto que, ele contribui eficientemente para o acompanhamento e monitoramento do transporte e, mantém o controle de temperatura adequado durante a operação.

Sendo assim, o gestor de frota pode contar com informações para acompanhar os dados, proporcionando maior eficiência nos processos de transporte desse modelo de carga, até o momento da entrega.

Você pode contar com um software de gestão de frota, e ter acesso a funcionalidades, como:

  • análise gráfica das temperaturas;
  • controle de temperatura e umidade do ar;
  • localização do veículo em tempo real;
  • relatórios.

Com essa perspectiva, mesmo o transporte de carga refrigerada sendo um grande desafio para a gestão de frotas, ao contar com as ferramentas certas será mais fácil garantir a eficiência dos processos, assim como, garantir que eles estejam em concordância com a legislação.

Constatou que o transporte de carga refrigerada pode ser feito seguindo a legislação? Ao seguir os critérios de higienização e temperatura, além de contar com as ferramentas de gestão, você otimiza toda a sua operação, garantindo os lucros do negócio!

Logo, para investir em soluções que garantam a qualidade da sua operação, conte com a nossa experiência.

Somos líderes em gerenciamento de riscos e soluções logísticas para transporte de cargas refrigeradas, com tecnologias que monitoram todo o processo de transporte, garantimos a temperatura adequada da carga e a sua segurança, durante todo o percurso.

Clique aqui, converse com nossos especialistas e conheça as nossas soluções para a sua empresa.

To top