O transporte de grãos é uma das principais atividades do agronegócio brasileiro. Com a crescente demanda por alimentos no mercado mundial, essa atividade se tornou ainda mais relevante.

Cada vez mais novas soluções são desenvolvidas para garantir operações mais eficientes. Isso porque todo o percurso da origem ao cliente final pode colocar em risco a qualidade da carga e sua segurança. Portanto, garantir a qualidade, eficiência e agilidade no transporte de grãos é o objetivo das empresas que trabalham no ramo.

Confira a seguir no conteúdo, qual a forma mais eficiente de transporte de grãos no Brasil e quais as principais tendências e desafios para o setor. Acompanhe!

Como é feito o transporte de grãos no Brasil

O Brasil é reconhecido mundialmente como um dos principais produtores agrícolas, e o transporte de grãos desempenha um papel fundamental nessa cadeia produtiva.

Com um território vasto e fértil, o país possui extensas áreas de cultivo que abastecem tanto o mercado interno quanto o mercado internacional. Dentre os diversos tipos de grãos transportados, estão o trigo, soja, milho, arroz, feijão e café.

Existem diversas formas de transporte de grãos no país — que são alimentos perecíveis — mas as principais são por rodovias, ferrovias e hidrovias. Acompanhe detalhadamente cada um deles a seguir!

Transporte de grãos rodoviário

O transporte rodoviário é o mais comum e representa cerca de 85% dos grãos transportados no país.

Portanto, diante da exclusividade para esse transporte, as empresas acabam tendo que lidar com problemas como as más condições das rodovias, os riscos de roubo, a falta de profissionais capacitados e veículos sem condições para transportar tal produto.

Transporte de grãos ferroviário

O transporte de grãos por ferrovias é menos comum, mas vem ganhando espaço nos últimos anos, principalmente para o transporte de soja e milho.

A vantagem desse modal é a capacidade de transportar grandes volumes de carga de uma só vez, o que reduz os custos de transporte.

As principais ferrovias utilizadas para o transporte de grãos no Brasil são a Ferrovia Norte-Sul, a Ferrovia Centro-Atlântica e a Ferrovia Tereza Cristina.

Transporte de grãos hidroviário

O transporte hidroviário é utilizado principalmente para o transporte de grãos na região Sul do país, que tem uma rede fluvial mais desenvolvida.

A hidrovia do rio Paraná é a principal rota de transporte de grãos no país, e é utilizada principalmente para o transporte de soja e milho.

A vantagem desse modal é o baixo custo de transporte, mas se torna limitado pela capacidade da rede hidroviária e pela dependência das condições climáticas.

Sazonalidade no transporte de grãos: cuidados a tomar na alta safra

A sazonalidade no transporte de grãos é um desafio importante para os produtores, exportadores e transportadoras de alimentos no Brasil.

Durante a safra, a demanda pelo transporte de grãos aumenta significativamente, e isso pode causar problemas logísticos e operacionais.

Os períodos de safra no Brasil acontecem em dois momentos:

  • O primeiro a partir de outubro, que é considerada a estação das chuvas, e esse é o período mais lucrativo.
  • Já o segundo período, conhecido como safrinha, se concentra a partir de janeiro, considerado períodos mais quentes. Normalmente, tem uma produção menor que o primeiro período e envolve produtos de ciclos curtos como milho, soja e feijão.

Embora possa tomar essa classificação como referência, alguns produtos não cumprem à risca esses períodos, pois cada um tem seu ciclo específico. Como o caso do café, que inicia em outubro, mas segue em safra até julho, por exemplo.

Para garantir um transporte eficiente e seguro durante a alta safra, é necessário tomar alguns cuidados. Como, no caso, fazer um planejamento prévio da logística de transporte e ter a documentação da transportadora em dia para realizar as atividades.

Além disso, é preciso contar com profissionais capacitados para esse tipo de serviço. No caso, você pode procurar por motoristas no banco de Cadastro de motoristas.

Principais práticas para o transporte de grãos eficiente

O transporte de grãos eficiente é fundamental para garantir a qualidade da carga e a rentabilidade dos produtores e exportadores.

Para isso, é importante adotar algumas práticas que visam garantir a segurança da carga e o cumprimento das normas de trânsito e ambientais. Abaixo, seguem algumas dessas práticas. Acompanhe!

Veículo adaptado

É fundamental utilizar veículos adaptados para o transporte de grãos, que garantam a segurança da carga e a qualidade do produto no momento da entrega ao cliente.

É preciso que esses veículos sejam equipados com sistemas de segurança para a prevenção de acidentes e roubos.

Além disso, também é importante que o baú esteja apto para o transporte de grãos e que a carga consiga ser acondicionada de forma correta, eliminando o risco de perda da qualidade do produto.

Armazenagem correta

A armazenagem correta da carga é fundamental para garantir a sua qualidade. Os grãos devem ser acondicionados em silos ou armazéns adequados, que garantam a sua proteção contra umidade, pragas e contaminação.

Respeito à legislação

O transporte de grãos deve ser realizado em conformidade com as normas de trânsito e ambientais. É importante respeitar as restrições de peso e dimensões dos veículos, além de realizar o transporte de acordo com as normas de segurança e meio ambiente.

Planejamento de rota

Quando o assunto é transporte de grãos, o planejamento de rota é fundamental para garantir a eficiência do deslocamento da carga. Uma rota bem planejada pode minimizar os riscos de sinistros, além de dar mais agilidade à operação.

Portanto, através de sistemas traçar as rotas, levando em consideração aspectos como condições da estrada, distância a ser percorrida, segurança, condições climáticas e restrições legais.

Condutores capacitados

Os condutores que realizam o transporte de grãos devem ser capacitados e treinados para realizar a operação de forma segura e eficiente. É preciso manusear corretamente a carga, não parar em locais não identificados pela equipe, manter a conduta segura, dentre outros pontos.

Prevenção contra perdas

Um plano de gerenciamento de risco no transporte de grãos é essencial para adotar medidas que minimizem ou zerem os riscos de perda da carga.

Como é o caso do monitoramento e rastreamento da carga em tempo real, acompanhamento da temperatura do caminhão, escolha de motoristas capacitados para o serviço, controle logístico sobre a operação, dentre outros.

33 dicas para evitar roubo de carga

Desafios de transporte de grãos no Brasil

A seguir, separamos alguns dos principais desafios relacionados ao transporte de grãos no país. Acompanhe!

Tombamento devido a frota de veículos

O Brasil possui uma frota de caminhões bastante antiga, o que aumenta o risco de acidentes e tombamentos durante o transporte de cargas.

Esses veículos possuem tecnologia limitada de segurança, o que pode comprometer a qualidade da carga e a segurança dos motoristas.

Problemas com mão de obra

O transporte de grãos requer mão de obra qualificada, capaz de realizar a operação de forma segura e eficiente. No entanto, a falta de capacitação dos motoristas e o déficit de profissionais no mercado são fatores que prejudicam a qualidade do transporte.

Problemas de furto com motoristas clonados

Uma das principais formas de roubo de carga de grãos é a utilização de motoristas clonados, que apresentam documentos falsos e se passam por profissionais capacitados.

Para combater esse problema, é importante adotar medidas de segurança, como a checagem da identidade do motorista nas fazendas e a adoção de sistemas de monitoramento por GPS.

Roubo de carga

O roubo de carga também ocorre em pequenas quantidades no transporte de grãos, principalmente em regiões metropolitanas e áreas de grande concentração urbana. Esse tipo de roubo é mais difícil de ser detectado e prejudica a eficiência do transporte.

Para isso, conte com um sistema de monitoramento em tempo real onde você tem o controle da operação e a comunicação 24h com o seu motorista.

Através do uso de iscas de carga e câmeras nos caminhões, a ação de quadrilhas é minimizada, zerando o número de incidentes com a frota e diminuindo os prejuízos com roubos e perdas do produto.

Conte com a Opentech. Somos líderes no mercado de gerenciamento de risco e controle logístico para o transporte de cargas.

Nossas soluções são aliadas a mais alta tecnologia com monitoramento e rastreamento, inteligência logística e outras que vão aumentar a eficiência e segurança da sua operação, diminuindo os prejuízos. Clique aqui e converse com nossos especialistas.

To top