No transporte de carga farmacêutica, o controle de temperatura de armazenamento de medicamentos da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) deve ser seguido à risca.

Isso permite ao transportador garantir a qualidade e validade dos remédios durante o trajeto.

Dessa forma, o objetivo da ANVISA é determinar e fiscalizar as medidas que devem ser seguidas para o controle de qualidade. Isso garante que a utilização desses medicamentos seja segura e não ofereça risco aos consumidores.

Para entender quais são essas exigências, confira o conteúdo abaixo. Separamos quais são as boas práticas para manter a temperatura de armazenamento de medicamentos segundo a ANVISA e como eliminar os riscos para um transporte seguro e eficiente. Boa leitura!

Principais pontos da RDC 430 sobre o transporte e armazenamento de medicamentos

A Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) 430/2020 da ANVISA estabelece as boas práticas para o transporte e armazenamento de medicamentos. Alguns dos principais pontos desta resolução são:

  • Definição de responsabilidades: todas as partes envolvidas no transporte e no armazenamento de medicamentos devem garantir a qualidade do produto.
  • Condições de armazenamento: condições específicas de armazenamento para diferentes tipos de medicamentos. Assim como, condições de processamento a serem monitoradas e registradas.
  • Transporte: condições para o transporte de medicamentos, incluindo embalagem, rotulagem, temperatura, limpeza e consumo do veículo de transporte.
  • Armazenamento em trânsito: condições de armazenamento durante o transporte, incluindo temperatura, umidade e ventilação.
  • Documentação: a ANVISA exige a documentação adequada de todos os processos de transporte e armazenamento de medicamentos. Para isso, devem estar incluídos os registros de temperatura e umidade, inspeções e testes realizados.
  • Prazo de validade: os medicamentos devem ser transportados e armazenados para garantir a preservação de sua qualidade e eficácia até o final do prazo de validade.
  • Boas práticas de armazenamento e distribuição: informações sobre o armazenamento e distribuição de medicamentos, incluindo a qualificação e treinamento dos funcionários envolvidos. Também são especificadas as práticas de controle de qualidade e gerenciamento de riscos.

Ebook: Panorama de acidentes e roubos no segmento de fármaco para temperatura de armazenamento de medicamentos

Qual a temperatura ideal para armazenamento de medicamentos no transporte

A temperatura de armazenamento de medicamentos ideal durante o transporte, conforme a ANVISA, varia segundo as características dos fármacos. Isso porque cada tipo de medicamento requer uma faixa específica de temperatura para que sua qualidade seja mantida.

Segundo a norma, as faixas de temperatura são:

  • Classe de medicamento termolábil: de 2 °C a 8 °C;
  • Classe de medicamento termolábil com faixa de temperatura ampliada: de 2 °C a 25 °C;
  • Classe de medicamento termoestável: de 15 °C a 30 °C.

Para garantir o controle de temperatura, a RDC prevê que os veículos de transporte sejam protegidos com dispositivos de monitoramento de temperatura. Além disso, é importante contar com o acompanhamento em tempo real da temperatura para evitar perdas e danos à carga.

Essas medidas devem ser aplicadas pelas empresas responsáveis ​​pelo transporte. Principalmente, quando se trata do gerenciamento de riscos em situações como falha no sistema de trânsito, utilização de caixas térmicas com gelo reciclável e escalas de transporte conforme as condições climáticas locais.

Como garantir a entrega de medicamentos sem perdas

Para evitar perdas, é necessário adotar uma boa gestão logística no transporte de fármacos. Alguns pontos devem ser considerados, como:

Controle de temperatura no transporte e armazenamento

Utilize veículos de transporte que possuam equipamentos de monitoramento e controle de temperatura. Além disso, certifique-se de que a temperatura esteja nos limites recomendados para cada tipo de medicamento.

Também é essencial monitorar a temperatura durante todo o transporte e armazenamento, registrando os dados em tempo real. Essas informações serão essenciais para garantir a integridade da carga no destino.

Manuseio correto da carga

O uso de equipamentos de proteção individual (EPIs) e de segurança da carga (como carrinhos e plataformas) é exigido. Assim como, é indicado evitar choques e vibrações excessivas durante o transporte.

Outro ponto importante é embalar cada medicamento corretamente, de acordo com suas recomendações e colocá-los em caixas ou paletes adequados. A indicação da carga também é exigida e as embalagens devem estar legíveis e com informações necessárias para o transporte seguro.

Agilidade na carga e descarga

Quando o assunto é temperatura de armazenamento de medicamentos, é importante estabelecer horários para uma entrega rápida e segura.

Isso porque além do risco de roubo, sendo esse tipo de carga um dos mais visados pelas quadrilhas, também existe a possibilidade de violação da carga. Assim, é preciso restringir ao máximo o acesso aos medicamentos, pois o manuseio pode acabar colocando a qualidade em risco.

Profissionais capacitados

A carga de medicamento não sofre apenas com as variações de temperatura, mas também com os riscos que a rodovia oferece.

Por isso, é importante contratar profissionais capacitados e experientes para o transporte. Pontos como a carga e descarga, o manuseio, a performance no trajeto, dentre outros que ajudam a garantir o sucesso da operação.

Dessa forma, garanta o treinamento adequado para a função e minimize os riscos.

Controle da operação

Quando se trata de boas práticas de armazenamento de medicamentos, o monitoramento em tempo real é indicado.

Por meio de sistemas de rastreamento e monitoramento da viagem, sua transportadora pode acompanhar todo o trajeto da carga, garantindo sua eficiência. Além disso, os clientes também aproveitam para ter informações em tempo real sobre o seu pedido, trazendo mais confiança ao seu serviço.

Leia também o nosso material completo sobre o transporte de medicamentos no Brasil.

Gerenciamento de riscos

O roubo de medicamentos no transporte de fármaco é uma das principais preocupações das transportadoras do segmento. Isso porque as cargas costumam ter alto valor agregado. Por isso, é essencial adotar soluções para zerar o número de ocorrências como roubos e furtos na operação.

Atualmente no mercado de gerenciamento de riscos, empresas como a Opentech contam com sistemas de alta tecnologia para evitar perdas. Como dispositivos de monitoramento e rastreamento em tempo real que garantem a recuperação da carga.

Assim, os motoristas junto com a torre de controle podem agir de forma rápida, evitando perdas com relação à carga transportada.

Conheça as nossas soluções de controle de temperatura e acompanhamento em tempo real da operação. Clique aqui e saiba como a Opentech pode ajudar a trazer mais segurança e agilidade para a sua empresa.

To top