O transporte de frutas requer uma série de cuidados, pois, além de ser uma carga perecível, precisa chegar até o consumidor final em ótimo estado de conservação, garantindo o valor adequado da mercadoria.

Por serem produtos destinados à ingestão humana, as frutas são fiscalizadas e normatizadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a Anvisa.

A instituição prevê uma série de exigências para o deslocamento e armazenamento dessa categoria de carga.

Para ajudar você a entender os principais cuidados e exigências com relação ao transporte de frutas e como fazer para manter um controle mais eficiente da operação, preparamos este conteúdo.

Acompanhe!

O que diz a legislação sobre o transporte de frutas

A legislação sobre o transporte de frutas e verduras é regida pela Portaria 326/1997 e a Resolução 275/2002.

A Anvisa também orienta as indústrias de alimentos e transportadoras a observarem a aplicação de normativas regionais, como prevê a Lei 8.080/1990.

Nesse cenário, como as frutas são alimentos que podem sofrer deterioração, recebem atenção da Agência, as rotinas de plantio, armazenamento e distribuição das frutas.

A instituição fiscaliza toda a cadeia produtiva dos alimentos para que o resultado dos esforços seja a segurança alimentar de toda a população.

Nesse cenário, para que as frutas e outros alimentos sejam transportados conforme a legislação, é preciso observar alguns pontos, destacando:

  • o transporte deve ser exclusivo a esse tipo de serviço;
  • deslocar a carga de alimentos apenas durante o período exigido para fazer entregas;
  • usar itens de fixação e proteção da carga, sem qualquer risco de contaminação ou dano estrutural;
  • manter condições de higiene satisfatórias;
  • uso de estruturas para a organização e proteção dos alimentos;
  • apresentar o Certificado de Vistoria, segundo as informações vigentes da lei;
  • contar com caminhões com equipamentos de refrigeração adequados às necessidades de conservação dos alimentos.

Como funciona a fiscalização no transporte de frutas

A fiscalização do transporte de frutas acontece em locais predeterminados, normalmente, onde há maior movimentação, como divisas entre estados e limites de cidades.

Resumidamente, a fiscalização realizada pela Vigilância Sanitária procura fazer a verificação da adequação dos processos de deslocamento de cargas, sendo observados os requisitos já mencionados.

Quais são os principais cuidados para transportar frutas e hortaliças

Para o transporte de frutas e hortaliças, a transportadora deve conseguir garantir algumas boas práticas, de modo a conservar a propriedade e a integridade da carga para consumo. Veja a seguir quais são elas!

Temperatura e umidade

Uma grande preocupação quando o assunto é transporte de fruta e hortaliças é a proliferação de microrganismos que podem comprometer toda a carga, tornando-a imprópria para a ingestão humana.

Por isso, o transporte de frutas precisa ser feito em ambiente corretamente higienizado e também climatizado.

Durante o deslocamento, ainda é necessário estar atento ao contato das frutas com outras substâncias e materiais. A Anvisa veta a possibilidade de reunir diferentes alimentos quando um deles puder contaminar os outros.

Embalagens apropriadas

Para o transporte de frutas, o deslocamento deve ser feito em embalagens adequadas, garantindo a integridade da carga e ajudando no manejo, com as empilhadeiras, nos processos de carga e descarga.

Além disso, também é preciso considerar um espaço de armazenamento adequado, pois, do contrário, é possível que haja grandes estragos, acarretando prejuízos para a carga de frutas.

A Anvisa proíbe ainda o deslocamento de alimentos crus, com outros prontos para consumo, ou acrescentar cargas perecíveis às pessoas/animais no mesmo veículo.

Caminhões e equipamentos adequados

Como a carga de frutas pode sofrer influência do tempo, por exemplo, o calor ou umidade, a Anvisa determina que o deslocamento seja feito em caminhões climatizados, que apresentem condições de armazenagem e limpeza adequados.

Treinamento de motoristas e ajudantes

Assim como acontece com o transporte de cargas frigoríficas, o transporte de frutas requer que a equipe da transportadora esteja capacitada para fazer a movimentação da carga.

Além de evitar multas, ainda evita que a mercadoria seja exposta a condições ruins, afetando a qualidade da carga, tornando-a imprópria para consumo.

Por isso, é importante manter um programa de prevenção de acidentes, que envolve o treinamento dos motoristas, além do mapeamento de rotas e maior controle da operação.

Webinar: Prevenção de Acidentes: treinamentos e capacitação na prática - Opentech

Como manter o controle de riscos para evitar prejuízos no transporte de frutas

Quando o assunto é transporte de frutas, contar com uma gerenciadora de riscos é fundamental para evitar perdas de mercadorias, roubos e desperdícios.

A Opentech é uma empresa líder em gerenciamento de riscos de operações que precisam garantir a refrigeração da carga, oferecendo soluções para:

  • serviço de inteligência e pronta resposta;
  • roteirização;
  • Cadastro de motoristas;
  • ampla visibilidade em tempo real;
  • monitoramento e rastreamento de cargas;
  • torre de controle e dashboard logístico;
  • controle de temperatura;
  • treinamentos e programas de prevenção de sinistros.

Ao contar com as soluções integradas da Opentech, você eleva a qualidade do transporte de frutas, simultaneamente, em que garante uma operação que atenda à legislação vigente.

Traga mais eficiência e segurança para a sua operação, conheça as nossas soluções! Clique aqui e converse conosco.

To top