os últimos anos, o Brasil tem experimentado um crescimento expressivo no mercado de energia solar. No entanto, apesar do enorme potencial do setor, ainda há desafios significativos que precisam ser superados. A falta de infraestrutura, burocracia e financiamento inadequado são alguns dos obstáculos enfrentados no transporte de painéis fotovoltaicos.

Mas além desses desafios, um outro fator tem gerado preocupação para os empresários do setor: o aumento dos casos de roubo de equipamentos fotovoltaicos durante o transporte. Esse problema afeta não só as empresas, mas também prejudica o desenvolvimento do mercado de energia solar.

Por isso, é fundamental entender as oportunidades e os desafios do transporte de painéis fotovoltaicos, e adotar medidas preventivas para minimizar os riscos.

O mercado de energia solar no Brasil

O mercado de energia solar fotovoltaica no Brasil tem apresentado um crescimento notável, alcançando a marca de 23,9 GW de potência instalada no início de 2023, segundo a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR).

Esse cenário favorável é resultado da redução dos custos de instalação e produção da energia solar fotovoltaica, tornando-a mais competitiva em relação às fontes de energia tradicionais. Além disso, as políticas públicas de incentivo à energia solar, como a Resolução Normativa 1.059/2023 da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), que permite a geração distribuída de energia, também têm contribuído para o desenvolvimento do setor.

Seguro de transporte de painéis fotovoltaicos: desafios e soluções

Com a expansão do mercado de energia solar, a demanda por seguros que ofereçam proteção aos equipamentos e às cargas transportadas também tem crescido. Especialistas do setor afirmam que o transporte rodoviário de painéis fotovoltaicos é a principal forma de distribuição desses produtos no país, e, devido ao alto valor agregado e à movimentação específica, é criado um potencial mercado paralelo para a sua comercialização, aumentando o risco de roubos durante o trajeto.

De acordo com Paulo Alves, diretor de transporte da EZZE Seguros, os painéis fotovoltaicos se tornaram a “bola da vez” em roubo de cargas no país, e algumas seguradoras tiveram perdas financeiras por não tratar essas mercadorias de forma específica pelos seguros. Restrições, condições ajustadas e gerenciamento de risco atuante têm sido as principais estratégias das seguradoras para controlar esse portfólio e evitar prejuízos.

Por ser um produto específico e com alto risco de roubo durante o transporte, poucas seguradoras atuam nesse setor, o que pode resultar em preços elevados. Um caminhão carregado de painéis fotovoltaicos pode ter até R$ 2 milhões em valor em risco, exigindo uma avaliação caso a caso pelos seguradores. É fundamental que as empresas do setor busquem seguradoras especializadas em seguro de cargas para energia solar fotovoltaica, que possam oferecer cobertura adequada para os riscos envolvidos no transporte e trabalhem em conjunto com medidas preventivas para minimizar esses riscos.

Roubo de cargas em transporte de painéis fotovoltaicos

Nos últimos anos, houve um aumento significativo nos casos de roubo durante o transporte de painéis fotovoltaicos no Brasil. Esse aumento se deve principalmente ao fato de que esses produtos têm um alto valor agregado e são transportados em grande quantidade por meio do transporte rodoviário.

Consequentemente, isso cria um mercado paralelo para a sua comercialização ilegal. As quadrilhas se aproveitam desse cenário para atuar com mais frequência e sofisticação, o que gera um grande risco para as empresas que atuam nesse segmento.

Para combater essa situação, as empresas de transporte e as seguradoras têm adotado diversas medidas para mitigar os riscos, como o monitoramento em tempo real da carga e a contratação de escolta armada. Essas ações de mitigação são essenciais para proteger as cargas e garantir a sua segurança durante o transporte.

Como agem as quadrilhas especializadas em roubos de cargas de painéis fotovoltaicos

As quadrilhas especializadas em roubo de cargas de energia solar contam com uma série de táticas para executar seus crimes. Em muitos casos, elas violam o equipamento principal do caminhão durante a madrugada, quando o motorista está dormindo. Em outras situações, os criminosos “aliciam motoristas” para realizar o transporte das cargas roubadas em troca de uma parte do lucro.

Táticas utilizadas pelas quadrilhas em roubo de cargas de painéis fotovoltaicos
Táticas utilizadas pelas quadrilhas em roubo de cargas de painéis fotovoltaicos

Além disso, há relatos de que as quadrilhas atuam em regiões estratégicas, como São Paulo, Minas Gerais, Pernambuco e Ceará. Inclusive, em muitos casos, as cargas são transportadas em caminhões terceirizados, o que dificulta a identificação dos responsáveis pelo crime.

Outra característica comum nos roubos de cargas de energia solar é a perda de sinal no período noturno, o que impede o monitoramento dos veículos por meio de sistemas de rastreamento.

Tendo em vista a complexidade dessas ações criminosas, é essencial que as empresas adotem medidas de segurança eficazes para minimizar os riscos de roubo de cargas de energia solar.

Ações para mitigar os riscos de roubo de cargas de painéis fotovoltaicos

Compreender as ações para mitigar os riscos de roubo de cargas de painéis fotovoltaicos é essencial para quem atua no setor de energia solar. Empresas especializadas em gerenciamento de risco, como a Opentech, oferecem diversas soluções para combater esse tipo de crime.

Ações para mitigar os riscos de roubo de cargas de painéis fotovoltaicos 
Ações para mitigar os riscos de roubo de cargas de painéis fotovoltaicos

A seguir, apresentamos algumas soluções que podem ser adotadas:

  • Rastreamento e monitoramento: O rastreamento e monitoramento das cargas é uma das soluções mais eficazes para prevenir o roubo de painéis solares. Com o uso de tecnologias de GPS e de monitoramento, é possível acompanhar a carga em tempo real e ter informações precisas sobre a localização do veículo e da carga.
  • Matriz de risco: A matriz de risco é uma ferramenta que auxilia na identificação dos principais riscos envolvidos em um processo logístico. Com ela, é possível mapear os pontos críticos da operação e adotar medidas preventivas para minimizar as chances de roubo de cargas.
  • Horário de rodagem: Definir horários específicos para o transporte de cargas é outra medida preventiva que pode ser adotada. Transportar cargas em horários de menor movimento nas rodovias pode diminuir as chances de roubo.
  • Rota fixa: Definir rotas fixas para o transporte das cargas é outra medida importante. Rotas predefinidas e conhecidas pelos motoristas e pela equipe logística permitem um controle maior sobre as operações e minimizam os riscos de desvios.
  • Isca de carga: A isca de carga é uma solução que consiste em colocar um dispositivo de rastreamento em uma carga falsa, com o objetivo de identificar possíveis assaltantes e recuperar a carga roubada.
  • Risk assessment: A avaliação de riscos é uma metodologia que permite avaliar os riscos envolvidos em uma operação logística. Com ela, é possível identificar os principais riscos e adotar medidas preventivas para mitigá-lo.
  • Pesquisa padrão de motoristas e veículos: Realizar uma pesquisa de antecedentes e histórico de motoristas e veículos é outra medida importante para prevenir o roubo de cargas. Conhecer o perfil dos motoristas e a condição dos veículos utilizados na operação permite adotar medidas preventivas mais eficazes.

A Opentech oferece soluções completas para o gerenciamento de riscos no transporte de cargas, que contemplam todas as soluções mencionadas acima. Com o uso de tecnologias de ponta, a empresa proporciona maior segurança e menor risco, auxiliando na prevenção de sinistros para empresas do setor de energia solar.

Recuperação de carga: case de sucesso de um cliente da Opentech

Conheça os detalhes de um caso ocorrido recentemente com um cliente da Opentech, envolvendo a recuperação de uma carga de painéis solares em Atibaia/SP.

Neste caso, os meliantes abordaram os motoristas durante uma parada em um autoposto e assumiram a direção do veículo, levando a carga rumo ignorado. A Central da Opentech identificou anormalidades durante a viagem que indicaram a suspeita de roubo, o que desencadeou ações imediatas do time de departamento de inteligência, autoridades competentes e equipe de pronta resposta.

Graças ao trabalho conjunto, a localização do veículo em movimento foi possível, resultando em um cerco policial bem-sucedido e na recuperação da carga. Além disso, dois meliantes foram presos.

Esse case de sucesso demonstra como a utilização de soluções de gerenciamento de risco pode ajudar a prevenir roubos e, caso ocorram, possibilitar a recuperação da carga.

É importante destacar que a segurança de carga é uma das maiores preocupações para as empresas do setor de energia solar, e contar com soluções eficientes é fundamental para manter a integridade dos produtos transportados.

Convidamos você a continuar acompanhando nossos conteúdos aqui no blog e conhecer mais sobre nossas soluções para transportadores e embarcadores.

Inscreva-se no De Olho No Risco

To top