|

Com numerosos processos operacionais e fluxo intenso de informações, a gestão logística enfrenta o desafio de se adaptar ao novo ritmo do mercado.

Na era da Indústria 4.0 — e mais especificamente da Logística 4.0 — gestores lidam com pressões por serviços cada vez mais eficientes, competitivos e com melhores custos-benefício.

Na mesma velocidade que as inovações tecnológicas vêm transformando o mundo, a gestão logística depende da implementação de novas tecnologias para promover a organização dos processos e dados gerados pelas operações de transporte, elevando o padrão, a agilidade e a eficiência operacional.

A pergunta que fica é: com atualizações e mudanças tão velozes, é possível acompanhar todas as tendências? A resposta é sim.

Leia esse artigo e conheça as melhores práticas para sua gestão logística com 9 tendências do futuro. Boa leitura!

Gestão logística de transporte na atualidade

O Brasil é um país com dimensões continentais, altos índices de criminalidade, quadrilhas especializadas em roubos de cargas, falta de infraestrutura nas rodovias, taxas elevadas de acidentes e alto custo logístico.

Ainda assim, o que consome mais de 12% do faturamento das companhias são os custos do transporte em si: gastos com combustível, pedágios, atrasos e diárias são alguns exemplos.

Agora, some-se um novo elemento às dificuldades que já existiam: a crise provocada pela pandemia do novo Coronavírus, que exigiu inteligência, planejamento, resiliência e cuidados no fornecimento de toda a segurança para os profissionais e outros públicos.

A saída está em reduzir os custos sem prejudicar a qualidade dos serviços para que este momento atípico seja superado. Como?

Você conseguirá melhorar sua participação no mercado, relevância da marca e produtividade logística investindo sempre em inovação e tecnologia para gerenciar cada vez melhor os processos operacionais da cadeia de suprimento.

Inovar sua gestão logística de transporte é o caminho

“Estamos em alto mar, em meio a uma tempestade. Temos botes, mas são diferentes.

Uns estão preparados, navegam bem; outros fazem água, precisam de reparos; e há os que provavelmente afundarão. Em qual você está? Como enfrenta a tempestade?”

Foi com essa analogia que o consultor e CEO do IXL Center Hitendra Patel conduziu sua reflexão sobre modelagem de negócios em meio à pandemia durante a Expogestão 2020.

Fundador da IXL, consultoria global apontada pela Forbes como uma das 20 melhores empresas dos Estados Unidos em inovação, Hitendra Patel criou a maior aceleradora de startups em parceria com a Clinton Foundation e outras inúmeras aceleradoras corporativas.

Interessantemente, essa analogia mostra que a inovação deve estar na lista de prioridades das empresas, independentemente do setor.

Lembra da discussão sobre a validade e a eficiência do home office que existia há poucos anos? Isso não existe mais.

A sua empresa tem um olhar para o futuro e voltado para as melhores práticas em gestão logística de transporte?

Estar atento às novidades reservadas para o setor nos próximos anos é o primeiro passo para quem deseja destaque entre os grandes players do mercado!

Tendências para gestão logística do futuro

Hoje já se fala em gestão logística do futuro baseada no big data, na internet das coisas e no direcionamento das operações a partir da análise de dados dos usuários, permitindo que seja possível identificar hábitos e padrões desses consumidores.

Agora que você já sabe que é necessário investir em inovação, saiba onde você deve investir para que novos caminhos se abram.

Dessa forma, sua empresa se manterá atualizada, competitiva e compatível com as novas demandas do mercado.

Fique atento às novas tendências tecnológicas e metodológicas, pois pensar no futuro é importante, mas planejar sua jornada com antecedência é mais ainda!

Para te ajudar nisso, listamos 9 tendências logísticas do futuro, confira a seguir:

1. Planejamento e gestão data driven

Administrar operações complexas como a gestão logística de armazéns e de centros de distribuição e a movimentação de cargas é um desafio e tanto.

Além da infinidade de produtos e das particularidades que eles exigem no armazenamento e no transporte, há uma série de outras demandas que devem ser consideradas no dia a dia.

Imagine em datas de fluxo intenso de vendas, como Dia das Mães, Black Friday e Natal.

Nestes casos, todo planejamento, por melhor que seja, deve ser revisto e aprimorado para que você possa fidelizar clientes em períodos de maior rentabilidade.

E para otimizar seu planejamento, busque tomar decisões data driven, ou seja, orientada por dados estruturados.

Essa metodologia de tomada de decisão é uma tendência extremamente moderna, já que é por meio dela que empresas conseguem gerir com maior precisão seus indicadores e trazer maior performance.

A empresa inserida na cultura data driven obtém vantagens, pela sua capacidade de trazer dados de todos os setores da empresa, seja comercial, operacional, financeiro, assim como, observar os gargalos com exatidão e tomar ações acertadas para o crescimento da companhia.

Logo, essa estratégia faz parte da inteligência corporativa que deve ser aplicada se você deseja modernizar a sua gestão e estar alinhado com a logística 4.0!

2. Melhoria no controle operacional da gestão logística

A melhor gestão logística dos processos de transporte é aquela que passa pela visibilidade de toda a operação.

Assim como o consumidor final quer saber onde está a encomenda, você precisa saber como é o fluxo da operação e por onde trafega a carga.

Com ampla visibilidade do processo você consegue saber exatamente onde está a mercadoria e se ela chegará no prazo previsto, pode manter o cliente informado e tomar medidas para mitigar os efeitos de um eventual atraso, por exemplo.

No setor de logística, a quantidade de dados é imensa e, o acesso a eles de forma estruturada, centralizada e em tempo real para fornecer esse suporte à equipe e ao cliente é uma condição indispensável.

O uso de inteligência artificial e tecnologias para a leitura mais assertiva dessas informações, com ampla conexão e fluxo dos dados, possibilita análises preditivas precisas e coloca sua empresa em vantagem em relação aos concorrentes.

3. Investimento em empresas multimodais

Empresas do setor já estão buscando soluções para atender seus clientes de forma ágil e com menor custo.

Já sabemos que o Brasil é dependente do modal rodoviário, porém, a cabotagem e o modal aéreo podem complementar o transporte por rodovias.

Menos burocracia e complicações com diversos contratados, aumento da oferta aos transportadores, mais segurança e tranquilidade em relação à integridade das cargas, fretes reduzidos aos operadores e melhor eficiência logística: essas são algumas vantagens em ter uma multimodal como parceira.

O transporte multimodal é uma tendência que deve aumentar ainda mais com o passar do tempo.

Porém, é importante garantir a contratação de uma empresa de qualidade, pois todas as suas cargas estarão sob a responsabilidade de um terceiro que precisará conhecer os pormenores de cada modal de transporte.

4. Integração dos sistemas logísticos e de transporte

É comum que, hoje, empresas utilizem sistemas e soluções de diferentes fornecedores, mas é cada vez mais necessário que os softwares de transporte de cargas sejam integrados, facilitando o gerenciamento das operações e rotinas como a contratação e pagamento de frete, rastreamento e monitoramento das viagens e sistemas de auditoria, por exemplo.

Otimizar os processos com um software de transporte de carga integrado pode beneficiar sua gestão logística, por possibilitar uma maior organização e estruturação das fases de armazenagem, distribuição e circulação de produtos.

Assim, evitando falhas que eram rotina no dia a dia da empresa.

5. Centralização de informações e planos de gerenciamento de riscos

Muito mais do que evitar roubos e furtos, o gerenciamento de riscos em transporte e logística utiliza modernos sistemas de comunicação, métodos de monitoramento e serviços de inteligência para desenvolver uma série de ações com resultados diretos no desempenho da operação.

Mas nada disso será eficiente se as informações não forem centralizadas e monitoradas em tempo real, com alerta a cada desvio dos parâmetros preestabelecidos.

Viagens controladas rigorosamente por modernos sistemas é uma tendência que veio para ficar.

6. Aposta em e-commerce e segurança dos dados

Na atualidade, o varejo brasileiro celebra o crescimento dos negócios no e-commerce. A tendência é que as vendas online continuem em ascensão, já que com a chegada da pandemia, o consumidor passou a comprar ainda mais pela internet.

A movimentação de mercadorias acompanhou o ritmo. A vantagem é que novas soluções tecnológicas têm surgido, trazendo melhorias para o setor de transporte e logística.

Não apenas na segurança de cargas e motoristas, mas também na segurança de dados. A tecnologia tem se mostrado um importante aliado da Lei Geral de Proteção de Dados.

7. Adesão a sistemas com visibilidade para o cliente final

Quem compra um produto pela internet não renuncia as informações sobre o trajeto do pedido.

Portanto, essa é uma das principais tendências. Empresas que investem em sistemas de tracking de entregas, softwares de transporte de cargas tendem a crescer por entregar um serviço de melhor qualidade.

Se o ciclo de pedidos é bem estruturado, significa que possui uma boa organização e, consequentemente, o número de falhas é reduzido. Obviamente que não são só processos estruturados são a solução; é preciso garantir infraestrutura e profissionais bem treinados.

8. Automatização dos processos da gestão logística

Agilidade, produtividade e eficiência são qualidades esperadas no setor de transporte e logística.

A automatização de processos tem um potencial imenso neste quesito por promover a redução nos custos, aumentando a confiabilidade e reduzindo a chance de erro humano.

Quanto ao trabalho, que antes era manual, hoje é automatizado.

Com sistemas modernos, seu time naturalmente teria mais tempo para trabalhar tanto na parte analítica dos dados quanto na parte de planejamento e estratégia, assim melhores decisões seriam tomadas dentro da sua gestão logística.

9. Reforço do investimento em transformação digital

A transformação digital é mais do que uma tendência.

O fato é que, no atual e competitivo mercado que estamos inseridos, sua empresa não terá lugar, se não houver investimentos em modernização, digitalização e centralização de dados.

A transformação digital é o que garante às empresas a expertise necessária na gestão logística e no controle de dados, proporcionando aumento da eficiência, velocidade e precisão nas entregas, redução de custos, otimização do tempo, redução das falhas e sinistros, maior produtividade e qualidade operacional.

Torre de Controle: da personalização à visibilidade em tempo real

Esteja sempre um passo à frente!

Muitas empresas esperam que o passar do tempo traga melhorias, sobretudo financeiras. No entanto, se você não traçar estratégias para tal, terá os mesmos resultados de sempre. Estamos falando principalmente da gestão logística de transporte, porém, serve para qualquer setor.

Se a partir disso, se a sua empresa conseguir responder rapidamente às mudanças, você compreendeu que tempo é um ativo precioso.

Dessa forma, como foi dito anteriormente, para estar em dia com as expectativas do mercado altamente competitivo, não dá para ficar parado.

A Opentech, por exemplo, entende a importância da união entre tecnologia e inovação para obter ampla visibilidade dos processos de transporte e entrega. Sem isso, dificilmente você poderá ajudar a sua empresa a melhorar o desempenho.

Entenda que no campo da inovação, sempre haverá novidades. Aproveite esse momento para avaliar as estratégias e os investimentos feitos e trace as estratégias logísticas pensando no futuro!

Deseja saber mais sobre gestão logística? Clique aqui e descubra como fazer planejamento logístico com transformação digital!

To top