|

A Gestão logística de transportes é necessária, qualidade de produtos e serviços não se encaixam mais como um diferencial. É uma condição para as empresas que querem se destacar no mercado.

Para o doutor em ciências e especialista em qualidade, na General Electric (GE), o nova-iorquino Armand Feigenbaum (1922–2014), o conceito de “controle da qualidade total” deveria contemplar alguns aspectos:

  • orientação ao cliente;
  • qualidade no serviço, atendimento e produto;
  • controle de processos;
  • investigação das causas;
  • identificação das necessidades do cliente.

Esse estudo tem mais de meio século. Porque, até hoje, ainda é difícil fazer entregas 100% eficientes e com qualidade?

Qualidade é um conceito que se aplica — ou deveria se aplicar — a todos os setores, produtivos e econômicos, inclusive ao de transporte e logística.

Infelizmente, essa é uma realidade distante para muitas empresas, quanto ao assunto controle de qualidade e pontualidade nas entregas.

No entanto, se a sua empresa faz parte desse grupo, e se possuem dificuldades para executar os serviços, nas expectativas do mercado, atenção!

No atual cenário, muito competitivo, é preciso corrigir rapidamente a rota e traçar estratégias, para demonstrar maturidade operacional e eficiência, bem como, superar as expectativas dos clientes.

Com tantas opções no mercado, o cliente não pensa muito para comprar do seu concorrente.

Números indesejáveis para a qualidade na gestão de transportes

No primeiro semestre deste ano, em 2020, as reclamações no Procon relacionadas a problemas nas entregas de mercadorias ou desrespeito ao prazo informado na hora da compra, dispararam.

As queixas passaram de 164 mil, uma alta de 98% em comparação ao mesmo período de 2019.

Segundo o levantamento do Sistema Nacional de Informação de Defesa do Consumidor, esse tipo de registro corresponde a 24% do total.

O Código de Defesa do Consumidor não determina um prazo máximo para o produto ser entregue, porém, disponibiliza o direito à informação, e conforme o artigo 35, atraso caracteriza descumprimento de oferta.

Na Black Friday de 2020, apenas em São Paulo, o Procon informou que a principal reclamação dos consumidores foi a de produto não entregue (25% das queixas). Pedidos cancelados somaram 23% dos casos.

No Site Reclame Aqui, compras não recebidas foram a segunda maior taxa de reclamação (16%) na Black Friday.

Quais fatores contribuem para esse resultado?

Com isso, certamente, são muitos os fatores que contribuem para esse resultado ruim na qualidade da gestão logística de transportes, e na pontualidade das entregas no Brasil.

Entre outros motivos, estão:

  • falta de planejamento logístico;
  • controle ineficiente de estoque;
  • viagens e rotas mal definidas;
  • programação equivocada de janelas de entregas;
  • problemas na seleção e contratação de fornecedores;
  • processos internos desorganizados;
  • atrasos com burocracias, como emissão de notas fiscais;
  • falhas de comunicação entre as áreas;
  • deficiência na visibilidade operacional.

Sabe-se que os gaps nas operações, e até mesmo o custo elevado, que recai sobre o setor de logística e transporte no Brasil, podem interferir na qualidade dos serviços.

Dicas para manter a qualidade na gestão de transportes e a entrega no prazo

O primeiro passo para quem deseja aperfeiçoar suas entregas e melhorar a pontualidade é repensar os processos. Saiba que a tecnologia é sua grande aliada, e aproveite ao máximo os recursos e soluções disponíveis.

Não se esqueça, identifique todas as deficiências e gargalos operacionais, para ser assertivo nas correções e intervenções ao processo.

Com isso, veja como é possível melhorar o desempenho da sua empresa, com base em dois quesitos:

  • controle de qualidade das cargas,
  • controle para evitar atrasos na entrega das cargas.

1) Faça o planejamento das entregas

O planejamento é fundamental, se você quer produtividade, otimização dos recursos, redução dos custos e alto nível de entrega em seus serviços, principalmente em sua gestão logística de transportes.

Apoiado no planejamento, e definido parâmetros e procedimentos que a equipe deve seguir, são alinhados os investimentos necessários em recursos.

Um dos investimentos deve ser em inovação e tecnologia, responsáveis pela redução da margem de erros e falhas, que podem ocasionar os atrasos na entrega e levar a insatisfação do cliente.

2) Tenha cuidados diferenciados com cargas especiais

Não basta chegar no prazo, é preciso manter a qualidade das mercadorias até o destino. Um exemplo, são as cargas refrigeradas.

Neste caso, os produtos devem estar acondicionados corretamente, e as viagens devem ser feitas com um controle rigoroso dos níveis de temperatura, para prevenir a perda da qualidade.

O processo, envolve, ainda, as tratativas de manutenção dos veículos, monitoramento durante todo o trajeto e acompanhamento, em tempo real, de todas as informações sobre os detalhes da viagem.

3) A gestão logística de transportes deve estar em dia com os processos

Ser rápido não é sinônimo de ser eficiente.

O sucesso de uma operação logística, vai além de cumprir o prazo: precisa considerar o custo-benefício e a operação, de modo geral, que envolve um conjunto de ações — elas começam bem antes da carga entrar no caminhão.

Para seus processos serem eficientes e terem qualidade nas entregas, reveja, desde o manuseio de matéria-prima e estoque, vendas, controle de embarque e desembarque, gestão de armazéns e centros de distribuição, contratação de frete e programação de cargas.

4) Mantenha um bom plano de gerenciamento de riscos no transporte

Os contratempos na estrada são muitos, acidentes, avarias na carga, furtos e roubos, falta de infraestrutura nas estradas e congestionamentos, ocasionalmente.

Contudo, esses fatores colocam em risco o prazo de entrega e a segurança da carga.

Dessa forma, ter um plano de gerenciamento de riscos, ajuda no planejamento de viagens, prever as adversidades, corrigir falhas e melhorar os indicadores.

5) Melhore os processos internos

O mercado oferece soluções, para auxiliar na visibilidade dos processos e a gestão operacional.

Aproveite os recursos tecnológicos, para aprimorar processos internos e acompanhar o desempenho de cada etapa, agindo com rapidez para lidar com todos os percalços.

Eliminar os gargalos internos é uma excelente estratégia.

Dessa forma, os fluxos relacionados aos processos operacionais precisam ser automatizados, principalmente, a parte operacional e os controles internos.

6) Busque a redução das devoluções

A eficiência e a qualidade das entregas passam pela escolha correta da embalagem, acondicionamento ideal, cuidado no transporte e atenção as exigências das mercadorias, em casos de cargas especiais.

Cuidando desses requisitos, será possível reduzir as devoluções e aumentar o nível de satisfação do cliente.

Ter programas de logística reversa na sua empresa é fundamental.

7) Calcule os riscos

Se você conhece bem sua operação, saberá quais são os pontos que precisam de melhorias.

São esses pontos que devem ter a sua atenção, além do esforço da equipe. Ao identificar essas posições, fica mais fácil corrigi-los, evitando que aconteça novamente.

Avalie suas práticas e rotinas, controle os processos, invista em tecnologia, automatize procedimentos, e amplie a visibilidade operacional.

Conte com parceiros especializados para ajudar no gerenciamento dos riscos e na gestão logística de transporte da sua empresa.

8) Monitore a entrega em tempo real

A tecnologia pode impulsionar e aumentar o nível de acompanhamento e precisão das entregas. O ideal é garantir que a sua operação seja monitorada em tempo real.

Torre de Controle: da personalização à visibilidade em tempo real

Qualidade e pontualidade nas entregas e a relação com a qualidade na gestão de transportes

Atrasos nas entregas deixam os clientes impacientes e mais suscetíveis a reclamações.

Por isso, a sua empresa deve trabalhar intensamente para impedir que esse seja um indicador em destaque, além de, evitar que seja um assunto recorrente nas reuniões de avaliações gerenciais.

Contudo, a pontualidade de entrega e a qualidade do serviço podem aumentar a reputação do negócio. Ou, trazer danos irreparáveis, se não for bem executada.

Todavia, para manter processos logísticos controlados, lembre-se de estar atento a todos os ângulos dos processos, principalmente, aos erros que precisam ser corrigidos.

Com essas dicas, temos certeza de que o percurso ficará mais fácil e os resultados? Surpreendentes.

Nessa jornada, conte com parceiros especializados para tornar a sua logística de transportes mais eficiente, e as suas entregas mais pontuais.

To top