Para o gestor de frota, contar com um checklist de avaliação de motorista é essencial para garantir a segurança da operação, assim como, uma equipe de condutores mais eficiente, produtiva e engajada com os resultados do negócio.

Com a avaliação do motorista, é possível identificar falhas e pontos de melhoria, e criar ações com foco nesses pontos, tomando decisões de forma mais assertiva, economizando tempo e otimizando recursos.

Confira a seguir os principais pontos que separamos para montar um checklist de avaliação de motorista e qual a sua importância para a transportadora. Boa leitura!

Afinal, o que é e qual o objetivo de um checklist de avaliação de motorista?

Basicamente, o checklist é uma lista de verificação que o gestor pode usar para listar o que deve ser feito e o que não pode ser esquecido durante uma operação.

Esse checklist, pode ser usado para analisar atividades e comportamentos, sendo uma ferramenta amplamente utilizada, também, pelo setor de gestão de pessoas da empresa para analisar o desempenho dos funcionários.

Como no checklist de avaliação do motorista, que consegue identificar como está o progresso do colaborador na empresa e sua participação na eficiência da operação.

Quais os benefícios que o checklist de avaliação de motorista traz para a frota?

Quando o assunto é a gestão de negócios, o checklist é uma ferramenta que pode garantir o controle de processos, mas ainda oferece outros benefícios. Confira a seguir!

Segurança

Contar apenas com a memória do motorista pode colocar a operação de frota em risco.

Por isso, ao utilizar o checklist, o gestor da frota garante que todos os protocolos de segurança estejam em dia, como verificação das condições do veículo, garantindo a sua atividade seguramente durante a operação.

Eficiência

Antes de iniciar o trajeto, o gestor de frota e o motorista devem assegurar que a documentação da carga e do veículo estejam atualizadas e conforme a legislação.

Isso ajuda a evitar multas, apreensão do veículo e da carga, além de otimizar todo o processo no caso de blitz, por exemplo.

Redução de custos

Quando o gestor de frota conta com um checklist das atividades e de avaliação do motorista, fica mais fácil identificar falhas e conseguir tomar as decisões certas para minimizá-las.

Além disso, é possível evitar custos desnecessários, como o pagamento de multas e até mesmo a manutenção do veículo.

Produtividade

Quem é responsável pela frota de uma empresa sabe que resultados estão relacionados, diretamente, com a qualidade nas entregas, segurança e prazo.

Por isso, ao contar com um checklist, é possível manter o padrão da equipe garantindo a produtividade, assim como, os resultados e metas da empresa.

Qual a diferença entre checklist de avaliação do motorista e checklist para logística

O checklist logístico, é favorável para que todas as diretrizes de segurança determinadas correspondam a apólice e sejam cumpridas.

Assim como, fazer com que a segurança seja maximizada a partir da verificação da condição dos veículos e dos equipamentos de rastreio.

Já o checklist de avaliação do motorista é aquele realizado para avaliar o desempenho do colaborador durante as viagens, a fim de entender falhas e pontos a melhorar.

Ambos os checklists são importantes para garantir a boa gestão da frota, a eficiência, prazo de entrega, produtividade, e sobretudo, a segurança da operação.

Tendências e desafios na segurança

5 pontos que precisam estar no seu checklist de avaliação do motorista

Um checklist de avaliação de motorista funciona como uma avaliação, para garantir que o profissional esteja apto para exercer as suas atividades no dia a dia, seguindo as normas de segurança e as condutas culturais da empresa.

Nesse cenário, o checklist de avaliação de motorista pode ser entendido como uma ferramenta de gestão de pessoas, atuando para facilitar a análise de desempenho do motorista, desenvolvendo ações para melhorar os resultados da empresa de transporte.

É fundamental promover ações de segurança, como o Maio Amarelo, treinamentos especializados para os motoristas da frota, bem como, novas formações, caso a empresa queira expandir as áreas de atuação.

Acompanhe, a seguir, pontos que devem estar presentes em um checklist de avaliação de motorista!

1. Direção defensiva

A direção defensiva é uma das principais habilidades esperadas para um motorista de transporte de cargas.

Isso porque, além de garantir a segurança do veículo e da carga, o condutor  precisa zelar pela sua segurança e dos demais agentes envolvidos no trânsito.

Neste contexto, ter o conhecimento de como agir em diversas circunstâncias no trânsito é fundamental para evitar acidentes.

Acompanhe alguns exemplos de conduta de direção defensiva que podem ser usadas para a avaliação do motorista:

  • não conduzir o veículo com sono ou sob efeito de remédios;
  • realizar ultrapassagens somente com segurança;
  • utilizar os dispositivos de segurança do veículo, com destaque para o cinto, freios, estepe e triângulo de sinalização;
  • manter uma distância segura dos outros veículos na via;
  • conduzir o caminhão em velocidade segura, respeitando os limites indicados para cada via;
  • reforçar a atenção em casos de condições adversas, como pouca iluminação, chuva ou buracos na via;
  • manter a atenção somente ao volante e ao trânsito, sem utilizar celulares ou outras distrações.

Todas essas questões podem ser avaliadas com a ajuda de dispositivos de monitoramento do veículo, ou seja, por uma torre de controle logístico com o acompanhamento em tempo real da operação.

2. Manutenção e cuidado com veículo

Zelar pelas boas condições do veículo também é responsabilidade do condutor, pois, nas estradas, qualquer erro mecânico poderia provocar graves acidentes.

Logo, a manutenção do veículo é primordial para preservar vidas. A manutenção preventiva do caminhão deve estar em dia, sendo o motorista o responsável por comunicar qualquer irregularidade, principalmente quando o caminhão estiver em trânsito.

O motorista pode zelar pela manutenção do veículo verificando os seguintes itens:

  • freios;
  • sistema elétrico;
  • suspensão;
  • escapamento;
  • baterias;
  • checagem frequente de pneus.

Todo o processo de verificação deve ser realizado assim que o motorista assumir o transporte de determinada carga. Conhecer o veículo e suas condições é primordial para uma direção segura e eficiente.

3. Visão de crescimento com treinamento especializados

Todo motorista deve estar atento às qualificações exigidas pelo Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN), que estabelece na Resolução 168 as normas e procedimentos para a formação de condutores de veículos automotores e elétricos.

Dessa forma, um item importante para o checklist de avaliação do motorista é saber se o profissional é devidamente qualificado para a função.

Veja, a seguir, alguns cursos exigidos pela Resolução:

  • curso para Condutores de Veículos de Transporte de Produtos Perigosos;
  • curso MOPP (Movimentação e Operação de Produtos Perigosos), relacionado ao transporte de cargas perigosas;
  • certificação SASSMAQ (Sistema de Avaliação de Saúde, Segurança, Meio Ambiente e Qualidade), obrigatório para motoristas que trabalham com o transporte de produtos químicos.

Segundo as determinações do CONTRAN, os cursos de atualização para as modalidades acima devem ser renovados a cada cinco anos.

4. Zelo com a carga transportada

Quando o assunto é checklist de avaliação de motorista, deve-se analisar o manuseio e cuidado que o condutor tem com a carga. Afinal, alguns tipos de carga exigem cuidados especiais.

Portanto, o checklist de avaliação deve analisar qual foi a conduta do motorista com relação à carga, até que ela chegue com segurança e integridade total ao destino.

No entanto, vale ressaltar que o planejamento da carga é de responsabilidade da transportadora, sendo indicado que ela ofereça treinamentos e especializações específicas para que a conduta do motorista esteja alinhada com as diretrizes da empresa.

5. Conhecimento sobre a legislação

A Lei 13.103/2015, conhecida como Lei do Caminhoneiro, trouxe algumas modificações para o dia a dia do motorista, e o profissional deve estar atento ao que diz as normas.

Dessa forma, as suas funções serão alinhadas com as diretrizes do Governo, afastando risco de multas e outros transtornos para o empregador.

Assim, as regras visam especialmente a redução de acidentes nas estradas, sendo um dos seus principais pontos a obrigatoriedade do exame toxicológico e a Lei do Descanso.

Através de um sistema de monitoramento em tempo real da operação, é possível identificar esses momentos de pausa, assim como a localização do veículo, garantindo mais segurança para que a carga chegue ao destino.

Webinar Jornada do Motorista

Como funciona o checklist de avaliação de motorista para logística da frota

O checklist para a logística de frota funciona como uma ferramenta para que o gestor possa visualizar, de forma prática, todas as etapas da operação, colhendo informações importantes, desde a saída da carga até o momento da entrega no destino.

Sendo assim, é possível conferir mais segurança, qualidade e eficiência aos processos, zerando acidentes, e diminuindo os níveis de roubos e furtos.

Um checklist para logística de frota deve constar:

  • Cadastro de motoristas;
  • controle de manutenção;
  • controle de documentação;
  • controle de custos fixos e variáveis;
  • roteirização;
  • controle da carga.

Viu como o checklist de avaliação de motorista pode ser uma ferramenta importante para assegurar bons resultados?

Seguindo essas dicas, todo o processo fica muito mais fácil!

Você quer investir em soluções que tragam mais segurança e melhorem o desempenho da sua empresa?

Clique aqui e conheça as nossas soluções de gerenciamento de riscos da frota.

Trabalhamos com as melhores tecnologias de acompanhamento e monitoramento de viagens, oferecemos ferramentas para aumentar a segurança, zerar roubos e garantimos a entrega da carga com eficiência e dentro do prazo.

To top