7 principais softwares para gestão logística

Resumo

Se quiser, pule para a parte do seu interesse:

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

O setor logístico é extremamente complexo e lidar com todas as vulnerabilidades e exigências do mercado, elevando a performance das operações, pode ser uma tarefa complicada para quem não utiliza bons softwares para gestão logística.

Felizmente, a tecnologia é uma grande aliada e existem soluções para automatizar processos, agilizar rotinas, aumentar a visibilidade, minimizar riscos, evitar erros, ampliar a segurança e aperfeiçoar a gestão. Tudo isso focado na qualidade e na competividade.

Hoje, os softwares para gestão logística auxiliam em diversas frentes e, com eles, é possível obter excelência na gestão de riscos, de transportes, de armazéns, rastreamento de entregas, roteirização, gestão de frotas, monitoramento de cargas, gestão empresarial, controle de temperatura e programação de fretes, por exemplo.

Por que investir em softwares para gestão logística e quais são os principais

Investir em softwares para gestão logística coloca a sua empresa em um novo patamar. Isso porque eles têm como objetivo principal ajudar na assertividade das entregas, com prazos e preços reduzidos e a máxima eficiência. No atual cenário logístico brasileiro, o único jeito de se destacar diante da concorrência é apostar na tecnologia.

Os softwares para gestão logística automatizam as atividades, melhoram a tomada de decisões, garantem agilidade dos processos logísticos, menores taxas de erros, controle nos índices de sinistralidade, qualidade no serviço oferecido e, evidentemente, facilitam o trabalho dos times e da gestão.

Definitivamente, logística não se faz com intuição. A implantação de novas tecnologias é uma questão de sobrevivência neste mercado altamente competitivo. Confira quais são os 7 principais softwares de gestão logística:

1. ERP – Sistema de Gestão Empresarial

O Enterprise Resource Planning (ERP) é um Sistema de Gestão Empresarial que automatiza e agiliza as rotinas empresariais. Além de acelerar processos, reduzir erros e permitir que as pessoas se dediquem a atividades mais estratégicas, o ERP organiza e armazena os dados da empresa, facilitando o fluxo de informações entre as áreas.

Dessa forma, a gestão alinha demandas, torna a comunicação mais ágil e centraliza os dados da operação. Com um ERP, a empresa deixa de ter um software para cada atividade e concentra todo o processo de maneira organizada, inteligente e acessível.

Um software de gestão empresarial amplia a visibilidade geral e funciona como um integrador de atividades. Em um setor tão dinâmico e com tantas exigências, a implementação deste software para gestão logística melhora o controle dos dados, o ritmo de trabalho, a assertividade e, evidentemente, os resultados.

O ERP é um sistema amplo e abrangente para gestão logística

Ele pode ser integrado a outros inúmeros softwares a serviço da logística e do transporte de cargas. A solução reúne processos financeiros, como a emissão de notas fiscais; contas a pagar, contas a receber; serviços operacionais e controle de produção

O ERP também agrupa recursos humanos, incluindo dados de colaboradores como feedbacks, avaliações e informações sobre salários, férias, atestados médicos etc.

Como envolve várias áreas da empresa, o ERP pode ser implantado em módulos, atendendo gradativamente às demandas e sendo integrado a outros sistemas já em operação.

Assim, todos os dados necessários ao bom andamento das atividades ficam concentrados e podem ser acessados facilmente.

A integração de ERPs com o Business Intelligence (BI) também vem sendo utilizado por empresas do setor logístico e é uma alternativa a ser considerada por quem busca agilidade, precisão, controle e aumento da performance.

2. TMS – Sistema de Gestão de Transporte

O Sistema de Gestão de Transporte (ou TMS, da sigla em inglês Transportation Management System) é um software dedicado ao gerenciamento das operações de transporte e atua, normalmente, integrado a um ERP.

O TMS tem como função essencial controlar o fluxo logístico da empresa e pode ser customizado.

Sua divisão em módulos se adapta às necessidades do negócio, fazendo a conexão entre informações operacionais, contábeis, financeiras e fiscais, incluindo a emissão de documentos fundamentais para o transporte de cargas, como o CT-e.

O Sistema de Gestão de Transporte ajuda a gestão aumentando a qualidade, produtividade e assertividade na distribuição de mercadorias.

Empresas que querem automatizar tarefas rotineiras, ter mais eficiência e fazer o cruzamento de dados gerenciais precisam contar com um sistema TMS.

Com essa solução é possível, inclusive, simular cenários e definir as estratégias que melhor se encaixam nas metas do negócio.

Leia aqui sobre o Sistema TMS: o que é e qual sua importância para a logística.

3. WMS – Sistema de Gestão de Armazéns

WMS (ou Warehouse Management System) é um Sistema de Gestão de Armazéns que faz o gerenciamento da cadeia de suprimentos, incluindo vendas, espaço utilizado no armazém e controle de estoque.

Essa tecnologia permite a circulação de informações em tempo real sobre o fluxo de mercadorias e a otimização dos armazéns e centros de distribuição. Normalmente, o sistema está conectado a leitores de código de barras, dispositivos móveis e redes internas que alimentam uma base de dados.

Como funciona o Sistema de Gestão de Armazém

O WMS sincroniza as informações e permite que os dados sobre o fluxo de estoques e a ocupação dos espaços e prateleiras sejam compartilhados e usados de forma inteligente. Com isso, a etapa de armazenagem é otimizada e há redução de áreas ociosas.

Outra vantagem é que a solução permite automatizar os inventários, reduzindo as margens de erro.

Na etapa de distribuição, o sistema traz benefícios porque, após a concretização de uma venda, o WMS indica o CD mais próximo para a retirada da mercadoria – reduzindo os custos com frete – e, após a entrega, emite uma confirmação de que a mercadoria chegou ao destino.

Empresas que utilizam o WMS em toda a sua potencialidade têm ganhos na gestão de espaços, processamento de pedidos, agilidade na separação dos produtos, assertividade na conferência da entrega e conseguem lidar – e até reduzir significativamente – o volume de devoluções.

4. Sistema de Gestão de Frotas

Toda empresa que tem uma frota, seja qual for o tamanho, precisa gerenciar a produtividade, a ociosidade, as condições dos veículos, os custos envolvidos, o desempenho e a jornada dos motoristas, além de ter planos de manutenção preventiva.

O sistema de gestão de frotas é uma ferramenta capaz de organizar e centralizar todas essas informações. Com base nos dados fornecidos pelo software é possível analisar os indicadores e ajustar a forma como os veículos estão sendo utilizados.

Tudo isso para melhorar a performance e a eficiência operacionais, tornando possíveis a redução de custos e a satisfação dos clientes com entregas no prazo.

Assim como outros sistemas para gestão logística, essa solução é customizável e dividida em módulos que podem, por exemplo:

  • Controlar os prazos de revisão, troca de peças, de componentes e fluídos dos veículos;
  • Reduzir a ociosidade da frota;
  • Fazer a gestão dos planos de manutenção preventiva e corretiva;
  • Organizar a escala de trabalho e controlar as jornadas, conforme a Lei do Motorista;
  • Criar ranking de motoristas segundo o desempenho, sinistralidade, performance e identificar necessidade de treinamentos;
  • Mapear e reduzir os custos envolvidos no transporte;
  • Fazer a gestão do consumo de combustível e controlar os abastecimentos;
  • Gerenciar o tempo de vida dos pneus, necessidade da troca e controle de rodízios;
  • Acompanhar a posição do veículo integrando sistemas de monitoramento e telemetria, incluindo dados como distância percorrida, excesso de velocidade, ignição ligada ou desligada; geolocalização, cercas virtuais e alertas etc.

5. Sistema de Roteirização

Para reduzir a distância e o tempo entre um ponto e outro, agilizando as entregas sem abrir mão da segurança, é importante investir em um Sistema de Roteirização. O investimento leva à redução dos custos logísticos, uma vez que aplica inteligência na escolha dos melhores trajetos.

Transportadoras devem priorizar o uso de sistemas de roteirização, que não só melhoram a qualidade da viagem como fazem a previsão de chegada e saída, restrições de tráfego, estradas preferenciais, número de curvas, semáforos ou interseções no caminho, horários mais seguros para o tráfego no trecho, previsão do tempo, etc.

Para quem busca redução de custos, maior lucratividade, agilidade e qualidade nas entregas, melhoria contínua de controle de jornadas e frotas, mais segurança e escolha de rotas inteligentes – contribuindo, inclusive, para que os caminhões não voltem vazios – o sistema de roteirização se faz necessário.

Criar rotas seguras e “mais curtas” é uma tarefa complexa e conta com inúmeras variáveis que só os softwares para gestão logística podem equacionar.

Além disso, há softwares de roteirização capazes de auxiliar no planejamento mais amplo, envolvendo a carga e a descarga das mercadorias, controle de combustível e gastos com pedágio, infraestrutura no trajeto e pontos de parada mais seguros.

6. Sistema de Controle de Temperatura – Open SIL

Fazer a armazenagem e o transporte de mercadorias resfriadas e frigorificadas é um desafio para o setor logístico. Muitos produtos perdem sua qualidade e estragam em temperatura ambiente.

Frutas, carnes, peixes, legumes, laticínios, sorvetes, congelados e inclusive medicamentos precisam viajar em temperatura controlada.

Em um país tropical com as dimensões do Brasil e que faz o transporte de cargas basicamente pelas rodovias, o sistema de controle de temperatura é uma exigência.

Em todo o processo logístico que envolve cargas resfriadas ou frigorificadas, a etapa de transporte é a mais delicada e vulnerável.

Os veículos precisam ser adaptados para este tipo de operação, com monitoramento da temperatura durante toda a viagem, em tempo real. Para garantir o sucesso no transporte de cargas frias, a frota deve contar com sistemas de refrigeração que garantam a temperatura indicada para cada classe de produto, além de sensores que checam se tudo está dentro dos padrões.

As informações da viagem e da carga são enviadas para a central de monitoramento e alertas indicam qualquer anormalidade ou desvio na temperatura ou falhas nos equipamentos. A responsabilidade pela qualidade das mercadorias refrigeradas ou frigorificadas é de todos os envolvidos, ou seja, os transportadores têm obrigações e regras a seguir.

Sistemas de monitoramento de refrigeração para gestão logística

O sistema de controle de temperatura é perfeito para garantir a qualidade das mercadorias no acondicionamento, embarque, viagem e entrega. O Open SIL conta com um módulo completo para o controle de temperatura que faz o monitoramento em tempo real, observando os desvios de parâmetros aceitáveis de temperatura por tipo de mercadoria.

O software conta com alertas de temperatura e, caso ocorra alguma não conformidade, avisos são disparados para que a temperatura seja reajustada imediatamente. A solução proporciona 80% de redução nas perdas de cargas frigorificadas em função de transportes fora do parâmetro aceitável ou controle ineficiente de temperatura.

O módulo de controle de temperatura do Open SIL também mantém um histórico online da variação de temperatura da carga por meio de relatórios gráficos, que podem ser acessados a qualquer hora.

Leia também o artigo sobre Transporte de alimentos congelados: como funciona e quais os cuidados.

7. Open SIL – Visibilidade logística

O Sistema de Rastreamento é um importante aliado no acompanhamento, em tempo real, da logística de veículos e cargas. Com esse moderno sistema de visibilidade logística, as empresas obtêm os recursos necessários para o monitoramento de todas as etapas do transporte, do planejamento à entrega, passando pela coleta e pela viagem.

O Open SIL, que monitora os veículos em deslocamento fazendo a integração com rastreadores e aplicativos. O sistema é capaz de elevar a 99% os índices de entrega no prazo e reduzir os custos com estadia em até 50%, controlando o tempo de permanência nos pontos de parada por meio de alvos eletrônicos.

O Open SIL se integra com todos os TMS e ERPs do mercado e a partir de uma única plataforma faz o controle logístico com precisão. Com a solução, todos os locais de coleta e entrega da empresa são transformados em alvos eletrônicos (geocerca) no sistema.

Para fazer o acompanhamento de cada etapa, o sistema utiliza dados do rastreador, monitorando a carga em tempo real. Os dashboards do Open SIL também são customizáveis para cada tipo de operação e consolidados com dados gerados por outros softwares para gestão logística.

Bônus: Sistema de Programação de Cargas

Se a regra é reduzir custos e otimizar as entregas, nada melhor do que um Sistema de Programação de Cargas. A solução auxilia e automatiza a contratação de fornecedores de transporte e faz a distribuição da oferta de cargas entre os transportadores cadastrados, considerando o melhor custo-benefício.

Com programação de cargas é possível reduzir em até 50% as demandas operacionais de seleção de transportadoras e despacho de mercadorias; economizar até 20% dos custos com transporte e diminuir em 25% o tempo dedicado à seleção e contratação de fornecedores de transporte.

O sistema atua com base nos custos e rotas, respeitando o desenho das regras de negócio e oferece uma visão atualizada e digitalizada sobre as programação e agendamentos de cargas e descargas nas plantas industriais, depósitos e centros de distribuição.

Entre as vantagens estão:

  • Redução no tempo e custo de contratação de frete;
  • Identificação inteligente dos veículos próximos;
  • Auditoria dos registros de negociação;
  • Padronização e automatização dos processos;
  • Melhoria e aumento do compliance.

Leia também Contratação de frete rodoviário: como fazer.

O mundo é digital e a logística também!

Em um contexto de tantas transformações digitais e alta competitividade, as empresas não podem ignorar as vantagens da tecnologia. Os softwares para gestão logística têm se mostrado essenciais para tornar as operações mais ágeis, enxutas, automatizadas, confiáveis e rentáveis.

Se você busca boa performance, aposte em softwares para gestão logística, aprimore suas operações e, melhorando sua performance, naturalmente a satisfação dos clientes aumentará, assim como sua reputação e reconhecimento no mercado.

Para saber mais sobre soluções especializadas para a gestão logística e o gerenciamento de riscos, conte com quem é líder. Fale com um dos especialistas da Opentech.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Open News!

Assine nossa newsletter para ficar por dentro das principais novidades no mundo dos transportes.

Posts relacionados

© 2022 Opentech Soluções em Gerenciamento de Risco e Logística. Todos os direitos reservados.
© 2022 Opentech Soluções em Gerenciamento de Risco e Logística. Todos os direitos reservados.